quinta-feira, 12 de março de 2015

Todo mundo tem seus dias de m***

Oi.

Esse post não veio pra ajudar ninguém, dar nenhuma dica de nada, não vai ter links úteis nem relatos sensacionais de coisas que deram certo depois de meses de pendenga.

Vim só contar que meu curso preparatório pro TestDaF está UÓ.

Não que eu não esteja gostando do curso, até porque, no geral, eu sempre gosto dos cursos. O problema sou eu, mesmo. O curso é bom. MAS, ele consiste de: uma professora que, apesar de dar dicas ótimas, ter anos de experiência e tudo mais, é uma metralhadora da fala. Tipo, 450 palavras (alemãs) por minuto. E enquanto não são palavras alemãs, ela fala outras coisas, tipo onomatopéias. E quando não são onomatopéias, ela faz movimentos bruscos. E enquanto eu tento entender o que ela fala, eu também tento entender tudo que tá escrito nos vários papéis que ela distribui, das provas anteriores. E enquanto tudo isso acontece, eu tenho a sensação de que eu nunca mais vou conseguir acompanhar informações na vida, porque eu já estou tendo todas as possíveis para os próximos 5 anos pra digerir, e em 2019 eu vou estar conseguindo entender o que tinha na última folha que ela distribuiu., e em 2020 eu vou dizer "Schönen Abend, danke, gleichfalls" e acabar de processar o "boa prova" que ela falou.

Além dessa questão, nos Hörverstehen (a parte de ouvir e achar as respostas certas na folha de questões), eu descobri que alemão é um negócio que entope seus sentidos. Se você estiver ouvindo alemão, você não consegue ler alemão. Se você ler, o que tá rolando no áudio vai soar igual a mãe do Charlie Brown (bobobobo). E na verdade, a intenção dessa parte da prova é que você ESCREVA (AAAAAAAA) as respostas. Com suas palavras. Com seus ouvidos e seus olhos entupidos de informações alemãs, você ainda vai ter que processar, gerar uma resposta e escrever. Tudo simultaneamente, com o áudio rolando em ritmo normal.

E depois na hora de corrigir, todo mundo vai falando as respostas e você vê que daquela metade que você conseguiu pescar e escrever alguma coisa, metade tava errado.

¬¬

Enfim. Você (eu) sai da aula pronta pra sentar no primeiro Biergarten que aparecer e só não contar suas mágoas pro garçom porque teria que ser em alemão e aí não vai rolar.

E então é isso pessoal. Só pra você aí que me acompanha saber que também existem dias de bela m*** na Alemanha. :D (o sorrisinho é porque também tem cerveja, o que deixa tudo equilibrado)

PS.Pra falar a verdade nem são os dias (que existem também, mas nem é esse o caso). São mais os obstáculos. Sua vida depende do idioma pra ir pra frente, e parece que quanto mais você estuda, menos você sabe. Depois de um certo nível, não é mais só pagou-foi-no-curso-pegou-certificado-uhuuu, tudo ótimo. É uma quantidade absurdamente maior de conteúdo pra fazer alguma diferença. E também não me entendam mal: eu gosto de alemão, eu estudo alemão há anos, eu canto em alemão no chuveiro. Mas, pra conseguir um algo mais, dar um passo maior, é sangue suor e lágrimas. Ohne Scheiße.

E vamo que
vamo que SIM, eu vou prestar essa prova aí em julho.

Gute Nacht und auf Wiedersehen! :*

2 comentários:

  1. eu adoro o teu blog!
    nunca comentei,mas nesse post eu vou deixar meu coments: - HAHAHAHAHHAHA.

    tadinha. coisas da vida,tudo passa. Vc vai conseguir (eu tbm passar) neste test.

    ResponderExcluir
  2. Oi! gostei do sue texto tbm to nessa fase( dramática do test darf) , infelizmente terei que repetir o teste, estou mt desmotivado, pq é exatamente como você disse, minha vida depende disso para seguir a diante( claro falar academicamente e tal) minha pontuação foi TDN3, ah isso é uma tristeza. Me conta como sua prova. abraço de berlin e sim eu bebo tbm cerveja para esquecer que tenho esse drama na minha vida.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget