quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Reconhecendo diploma de Bióloga na Alemanha - parte 1


--------------------------------------------------------------------------------------------

ATUALIZAÇÃO - Outubro/2015

Pessoal, vi que o site do KMK teve algumas mudanças. O post é de Nov/2014, e eu fiz a equivalência no final de 2013. Portanto, algumas coisas podem (e devem estar) desatualizadas. Por exemplo: para documento em português, parece que não é mais necessário tradução (oh yeah!).

Para confirmar todas as informações, consultem a página oficial do Kultusminister Konferenz (KMK) - www.kmk.org.


A página referente a documentos brasileiros é essa aqui: http://www.kmk.org/zab/zeugnisbewertung-hochschulqualifikationen/einzureichende-dokumente/brasilien.html


Viel Glück :)
--------------------------------------------------------------------------------------------

(Aviso: esse post está repetitivo em algumas partes, porque tem algumas palavras e conceitos que sempre fazem confusão na cabeça das pessoas... por isso eu reforcei esses conceitos.)

Uma das maiores dúvidas de quem vem pra Alemanha com diploma é: como eu faço pra continuar a estudar ou trabalhar na minha profissão? Minha formação vai ser reconhecida aqui?

Eu tive essa dúvida, e felizmente descobri que em 2012 entrou em vigor um novo sistema pra reconhecimento de diplomas estrangeiros, simplificado, pra ajudar a suprir a demanda da Alemanha de mão de obra qualificada. Agora quando você faz o processo de equivalência, você recebe um papel só, que já diz tanto o que sua formação representa pra continuar os estudos, como também pro mercado de trabalho. Se você tentou fazer antes de 2012 e não conseguiu o reconhecimento, recomendo tentar novamente, nesse novo sistema simplificado.


Porém, pra cada profissão as coisas podem funcionar de forma diferente. Eu vou explicar como foi o MEU processo, que sou BIÓLOGA, e só bacharel. Talvez pra sua profissão seja um pouco diferente, mas dá pra já tirar umas dúvidas sobre o processo.

Então, vamos lá. A primeira coisa que você precisa saber é que sua profissão pode ser:


- REGULAMENTADA: como médicos, advogados, professores, etc. Você tem que ter uma "licença" pra trabalhar com aquilo, uma prova, algo assim, pois é uma profissão regulada pela Lei. Você precisa de uma permissão pra trabalhar com aquilo. Os farmacêuticos, por exemplo, tem que passar 2 ou 3 Staatsexamen para poder trabalhar em algumas áreas específicas, mas não em outras. Só quem tem profissão regulamentada na Alemanha vai precisar do Berufliche Anerkennung (ou seja, o "reconhecimento profissional" propriamente dito).  Veja aqui a lista de profissões que são regulamentadas na Alemanha. 



- NÃO REGULAMENTADA: como biólogos, aqui na Alemanha, ou designers no Brasil. Você vai precisar de uma formação que te dê os conhecimentos necessários, e o empregador/ a Universidade onde você quiser fazer uma especialização ou pós vão cobrar que você tenha ensino superior, mas não é como os advogados, por exemplo, que precisam passar pela prova da OAB pra atuar no Brasil, por lei, tudo mais. O que você vai ter da Alemanha, então, nesse caso, não é o "reconhecimento profissional" (Berufliche Anerkennung), mas sim a equivalência da sua formação (Zeugnisbewertung, Bewertung). *não confundir com Bewerbung ;)



Então, bacharel em Biologia não é uma profissão regulamentada na Alemanha (apesar de ser no Brasil).

O que isso significa? Que eu não preciso necessariamente ter a equivalência ou a validação ou qualquer outra coisa pra trabalhar na área ou fazer mestrado, vai depender do empregador ou da Universidade aceitarem meu diploma brasileiro. MAS, pode ser que o empregador não aceite meu diploma brasileiro por não saber exatamente o que eu aprendi lá. E a mesma coisa a Universidade, que aqui decide soberanamente se o seu estudo é suficiente ou não pra um mestrado, por exemplo (e pode ser que eles digam que não mesmo você tendo a equivalência total do ZAB; a Uni aqui sempre tem autonomia pra decidir. Por isso o Ministério da Educação inclusive já diz que não existe um Akademische Anerkennung, pois cabe sempre à Universidade alemã analisar e decidir sobre aceitar ou não seu diploma estrangeiro).

Ter a equivalência (Zeugnisbewertung, Bewertung), nesse caso, vai me ajudar somente a comprovar que o bacharelado que fiz no Brasil se equipara ao bacharelado em Biologia daqui da Alemanha (e se não se equiparar, vai explicar no que é equivalente e no que não, tintim por tintim). Pode vir dizendo que é totalmente equivalente ao bacharelado alemão, ou pode vir que você pode eliminar tais matérias, ou que só precisa fazer mais tais provas... Vem especificado. No meu caso, veio escrito que minha formação é equivalente a um bacharelado de 4 anos em Biologia na Alemanha (aqui costumam ser só 3 anos), e  que eu posso então trabalhar na área e fazer um Mestrado, como qualquer alemão formado aqui.

A Uni ainda pode dizer que não, não é suficiente; mas vai ser muito mais difícil justificar por que não, já que o Ministério da Educação analisou cuidadosamente meus estudos e disse que era, sim, equivalente. Sacaram? (essa é inclusive uma dica que o próprio Ministério da Educação dá, no site)

Então tá. E agora o que todo mundo quer saber: COMO FAZ?

Primeiro, saiba do que você precisa: se você é de uma profissão NÃO REGULAMENTADA, como a minha, você vai fazer a equivalência. Ou seja, um papel que diga a quê o seu diploma brasileiro pode ser equiparado na Alemanha. Quem faz isso é o ZAB (Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen), que faz parte do Ministério da Educação (Kultusminister Konferenz).
Se você for de uma profissão REGULAMENTADA, você vai precisar fazer o Berufliche Anerkennung, e talvez outras cositas más. Nesse caso
, você vai precisar procurar uma Anerkennungsstelle. Mais informações aqui na página do Ministério da Educação sobre esses casos. Recomendo dar uma lida no post da Raquel, do blog/ vlog Backpackingalone, e também o vídeo que ela fez sobre o processo dela (ela é farmacêutica), ela explica esse caso um pouco melhor. O vídeo está no post. Farmácia é uma das profissões que pra algumas atuações é regulamentada, e pra outras não, depende da área em que você quer atuar.  Ela também cita algumas alternativas ao ZAB pra fazer equivalência.

Pra resumir:

















.


E o famoso "reconhecimento"? O termo reconhecimento faz muita confusão, por significar duas coisas diferentes. Reconhecimento (não naquele sentido de reconhecimento profissional - Berufliche Anerkennung, isso eu já expliquei lá em cima, é outra coisa),  é o que sua Universidade do Brasil e seu curso precisam ter aqui na Alemanha. A Alemanha tem que reconhecê-los como Universidades/cursos válidos, legais, bacaninhas, oficiais. Pra saber se a sua Universidade é reconhecida, consulte aqui (clique em "Suchen", logo em cima desse quadro cinza cheio de texto), e pra saber se seu curso é reconhecido, vá em "Suche" aqui
E a "legalização"? Legalização (Legalisation) significa provar que seu diploma brasileiro é verdadeiro, que você não comprou um na Praça da Sé ou fez no Photoshop. Isso nem sempre é exigido (eu não precisei fazer pra ter a equivalência), mas se seu diploma ainda estiver no Brasil, é bom providenciar, já que isso só pode ser feito lá. Você tem que levar o diploma no Consulado alemão responsável pela sua região, no Brasil, já com uma das assinaturas tendo sido reconhecida em cartório, e eles vão carimbar dizendo que aquele diploma é mesmo um documento válido e verdadeiro. Não pode ser feito na Alemanha, tem que ser no Consulado alemão no Brasil. (mais informações aqui no site do Consulado)

E só pra acabar com as confusões palavréticas, tem também as autenticações (ou cópia autenticada). Isso significa tirar uma cópia num lugar que vai comparar com o original e carimbar essa cópia, dizendo que é mesmo igualzinha a original. Geralmente tem vários lugares que fazem esse tipo de cópia, aqui em Nuremberg eu faço sempre na Rathaus (no Bürgerinformations Zentrum, na verdade) . Custa 5 euros POR DOCUMENTO (independente do número de páginas). Isso pode ser feito aqui na Alemanha mesmo. Pra saber onde se faz isso na sua cidade, procure no google por "Beglaubigte Kopie (nome da sua cidade)".

Sabendo tudo isso, vamos ao processo que eu fiz, pelo ZAB (tenha em mente sempre que se sua profissão for outra, pode ser diferente, ok? Vou dar dicas pra você encontrar informações adequadas à sua situação também!)

CLIQUE AQUI >>> Reconhecendo diploma de Bióloga na Alemanha - parte 2


! Aqui tem um folheto informativo do Ministério da Educação (Kultusminister Konferenz), com tudo isso que eu falei bem explicado e didático, só que em alemão, se você quiser beber direto da fonte: http://www.kmk.org/fileadmin/pdf/ZAB/Zeugnisbewertungen/Infoblatt_Anerkennung_Hochschulabschluesse_deutsch.pdf 


Aqui a notícia de quando saiu o sistema simplificado, no site da embaixada alemã no Brasil, explicando tudo com detalhes: http://www.brasil.diplo.de/Vertretung/brasilien/pt/__pr/DZBrasilia__Artigos/11__2011/071111__diplomasestrangeiros.html







10 comentários:

  1. muuuuuuuuuuito obrigado ajudou demais .
    Tudo super bem explicado e finalmente consegui ter uma luz para dar inicio a esse processo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Giovanna! Espero que dê tudo certo. Boa sorte!

      Excluir
  2. Adorei o post. Mas tenho uma dúvida, se a universidade é reconhecida lá no site do ANABIN, mas o curso não, sabe como devo proceder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hm, não sei, nesse caso... Acho que vale a pena mandar um e-mail perguntando. Talvez exista algum FAQ no site que indique o que fazer; não me lembro de ter visto, mas o site foi atualizado recentemente, quem sabe... Se descobrir, avisa aqui, a informação pode vir a ser útil pra mais alguém :)

      Excluir
  3. Annie, tudo bem? Eu sou aluno de biologia da unesp e estou indo pra Stuttgard em julho fazer um estágio remunerado. Eu gostaria de saber, se caso eu decida ficar pra semrpe (ou por um bom tempo ai) e largar meu curso no Brasil, se eu teria a possibilidade de eu conseguir algum emprego na área por ter tido experiência e anos de estudos. Pergunto isso por que meu amigo fez processo semelhante, mas ele é da área de TI, e não quis voltar. E só com o conhecimento da área ele conseguiu um emprego e vai terminar o curso ai... É possível isso?

    ResponderExcluir
  4. Olá Anne! Estou indo no próximo ano morar em Stuttgard, sou formada em letras lingua portuguesa, tb tenho graduação em tecnologo em Recursos Humanos, estou no ultimo ano do curso de lincenciatura em ciencias biologicas, Qual desses diploma vc acha mais facil para revalidar na Alemanha? existe diferença entre bacharelado e lincenciatura na Alemanha?
    Grata.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá Annie,

    Quanto em média ganha um biólogo aí na Alemanha? Se possível, poderia por gentileza me dizer a média salarial de um geneticista? Agradeço pela atenção. Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Oi Annie!

    Mt boa explicaçao ;)

    Porém saberia me dizer se , em meio à esses processos tds, é necessário fazer alguma prova? Se sim, somente em alemão?

    Obrigado e parabéns pelo blog :)

    ResponderExcluir
  8. cara sou biologa vc me ajudou de mias obrigadaaaaa

    ResponderExcluir