sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Ops... Desculpa, foi engano

Bom, nem preciso dizer que desde que eu cheguei aqui, já fiquei perdida na tradução algumas (muitas) vezes. É confusão com nome das coisas, usar o termo errado na situação errada, ou com a pessoa errada, enfim... parece que todo tipo de coisa acontece em nome de te fazer passar aquela vergonha internacional.


Pra vocês terem uma ideia da frequência do negócio no começo: na 3ª ou 4ª vez que fui na minha médica, assim que eu abria a porta da clínica, as duas recepcionistas já começavam a rir. Foram tantas vezes que eu entrei na porta errada, saí andando quando elas na verdade tinham pedido meu cartão do convênio, etc, que acho que elas já esperavam qual ia ser a próxima.

Teve vezes que eu fiquei sem graça, claro, mas no geral eu nunca me importei muito, já que eu sou sempre a primeira a rir quando percebo que dei uma dessas... e também porque eu passei a vida (junto com a família inteira) rindo das vezes que minha Oma, a minha vó alemã, falou coisas como "chorar o leite esparramado", "escolinha Criança Moída" (ao invés de "Gente Miúda"), entre outras, por se perder no idioma.



Nós não estamos sós - essa foi da minha amiga Mariana, que também mora aqui na Alemanha. 
("Você está grávida?" "Não, eu sou a Mariana")
Foto retirada da ótima "Alemão da Depressão"no Facebook 


Alguns casos que rolaram desde que eu cheguei aqui:

- A primeira vez que fui no supermercado, sozinha e perdida, não fazia idéia do nome da maioria das coisas. E muito se engana quem acha que pela embalagem você vai saber o que é - tem coisa que eu nunca tinha visto na vida, pelo menos não com aquela cara, ou não daquele tipo. Aí, querendo trazer pelo menos o mínimo pra sobreviver, fiz uma comprinha. Quando o alemão que morava comigo chegou, eu falei: "Nossa, ate que enfim comprei café, só assim pra eu me manter acordada!". Ele começou a rir. Tinha um "entcoffeiniert" gigante escrito na frente da embalagem. Ou seja... eu tinha comprado café descafeinado.



- No meu primeiro emprego, depois do estágio, comecei a tentar falar em alemão com as pessoas. Logo no início, meu chefe me pediu pra fazer alguma coisa, e eu, claro, querendo ser muito simpática, respondi "sim, sim, pode deixar que eu já faço" ("ja ja, mache ich schon"). O que eu não sabia era que aqui, quando você fala "ja ja", significa em geral algo como "ah, vá, cala a sua boca", ou, nessa situação (e na melhor das hipóteses),"tá, tá, vou fazer, já".



(* pode até significar também o "sim, sim", simpático; mas aí você tem que realmente mostrar a simpatia, piscando seus olhinhos e sorrindo, tudo junto, senão muito provavelmente a interpretação vai ser essa aí de cima!)


- Quando fui marcar um horário com a mulher do reconhecimento de diploma, por telefone, ela marcou pra um dia x, às 11 horas. Ela deve ter percebido que eu não estava entendo muito o que ela dizia, e começou a repetir "11", várias vezes. Resultado: acabei indo no dia 11, às 11 horas, que não era o dia certo. (por sorte ela me atendeu mesmo assim, e até hoje não sei que dia exatamente era pra eu ter ido)


- Essa aconteceu semana passada: comprei Lachsschinken toda feliz, pensando "nossa, salmão em forma de frios, que ótimo!" ("Lachs" é salmão e "Schinken" é presunto). Até comprei um patezinho de salmão pra combinar. Quando comi o tal do Lachsschinken, apesar de ter cara de salmão, ser meio laranjinha e tudo, tinha um gosto meio estranho... Mais tarde, comentei sobre isso com meu namorado e entendi o porque - e mais uma vez fui motivo de chacota. O Lachsschinken é, na verdade, carne de porco (as costas), curada.



- Toda vez que eu ia por crédito no celular, eu ligava para o número da central e a gravação falava: "Bitte geben Sie ihre 16-stellige Aufladennummer ein." Sem entender muito e sem me tocar que o "ein" era do verbo "eingeben", eu sempre digitava os 16 números... e depois digitava 1 (eins).



- A última é bem recente. Fui num cirurgião pra me informar sobre a possibilidade de fazer uma cirurgia pra corrigir uma falha que eu tenho na cabeça, por causa de um acidente de carro, ocorrido há alguns anos. Pois bem. O seguro saúde, ao ver que eu tinha ido ao médico por causa de um acidente, me mandou uma carta pedindo os detalhes - já que aqui na Alemanha, nesses casos, quem paga todas as despesas decorrentes é a pessoa culpada pelo acidente (cuidado redobrado pra não causar nenhum acidente, hein... anota aí!rs). Como o acidente foi faz tempo, e no Brasil ainda, eu liguei lá pra explicar a situação. E no meio da história, quando eu tentava dizer que o culpado tinha sido um dos motoristas (der Fahrer), eu disse que o culpado foi ninguém menos que... Hitler! ("der Führer") E não foram 1, nem 2 vezes que eu falei Führer ao invés do Fahrer... foram pelo menos umas 5!!rs
Oh mann.

-----------------------------------


(Este post provavelmente será atualizado, já que a zuera, com expatriados, never ever ends.)


Se você também tiver algum mico desse tipo pra compartilhar, conte aí nos comentários! Mostremos aos nossos amigos primatas que eles não estão sós!!rs




Aufwiedersehen :)

6 comentários:

  1. HAHAHAHAHAHA morri de rir.... tenho algumas histórias bem bizarras tb... vou imitar e contar no meu blog rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, conta mesmo, vou adorar ler e saber que não sou só eu!!rsrs

      Excluir
  2. hahahahahahahaha
    Ri horrores com esse post, pricipalmente com o Hitler que foi o culpado pelo seu acidente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... isso que dessa vez o Felix tava do meu lado, e aí eu percebi logo que tava falando algum absurdo... Agora imagina o que eu já não falei pras recepcionistas do médico, e outras pessoas, quando meu alemão era ainda pior, e sem nem perceber que tava falando alguma bobagem!!rs Ai ai... Mas faz parte, né!rs

      Excluir
  3. Ai meu Pai, eu tb já tive tantas dessas nos EUA que dava um livro kkkkkkkk!!!!
    Beijos!

    Gisley Scott | A Exportada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca, né? Temos mais é que rir, e juntar as histórias pra contar depois...!!rs Obrigada pelo comentário :)

      Excluir

Ocorreu um erro neste gadget